Prefeito de Presidente Figueiredo esclarece dúvidas de estudantes sobre o transporte universitário e presta contas dos primeiros 60 dias de gestão

By / 7 dias ago / Notícias / No Comments
Prefeito de Presidente Figueiredo esclarece dúvidas de estudantes sobre o transporte universitário e presta contas dos primeiros 60 dias de gestão

A Prefeitura Municipal de Presidente Figueiredo (PMPF) convocou, na manhã deste sábado (18), os universitários do município para participar de uma reunião e tratar sobre o serviço de transporte que garante o deslocamento dos estudantes às faculdades e escolas técnicas de Manaus. O encontro iniciou às 9h da manhã, no ginásio coberto do bairro Morada do Sol, e se estendeu até às 14h.  O momento também foi propício para que a nova administração prestasse conta sobre os gastos realizados pela prefeitura durante os primeiros 60 dias de gestão.

No início da reunião, o prefeito do município Romeiro Mendonça, e o vice-prefeito, Mário Abrahão, ambos do PDT, começaram falando da atuação do Executivo Municipal para que o serviço de transporte voltasse a ser oferecido aos estudantes, já que, até o início deste ano, os universitários estavam desassistidos. A falta do serviço causou transtornos aos usuários.

 “Convocamos esta reunião para esclarecer todas as dúvidas dos estudantes e por um basta nas informações improcedentes que estão sendo divulgadas a respeito do nosso trabalho. É importante começar destacando que, assim que tivemos conhecimento de que os universitários não estavam sendo auxiliados com o transporte, tomamos as devidas providências para assegurar o direito ao serviço em tempo hábil. Em momento algum nos recusamos a ajudá-los, embora esse trabalho não seja de competência do Executivo Municipal”, explicou.

Romeiro Mendonça também destacou que a prefeitura não tem cobrado nenhuma taxa pelo transporte e que, pelo contrário, os estudantes estão amparados por lei, criada pelo Executivo municipal e aprovada pela Câmara, que garante a gratuidade no transporte. A taxa de R$ 70 que vinha sendo cobrada foi estipulada pela associação quando os estudantes tinham que alugar mais ônibus para dar conta da demanda de alunos até o ano passado, quando dispunham de apenas cinco veículos. Durante a atual gestão, nove veículos foram disponibilizados para transportar os mais de 370 alunos até a capital, todos os dias.

Ainda durante a reunião, foi aberta a oportunidade para que representantes da associação e alguns dos universitários expusessem suas opiniões a respeito do assunto e relatassem suas dificuldades. Os estudantes sugeriram a redução no valor da taxa que, até então, ainda não tinha sido revisto pela associação e discutido junto aos universitários. A prefeitura intermediou a negociação e o valor baixou para R$ 30, destinado a manutenção de despesas básicas da sede da entidade, como internet, telefone e materiais de expediente. A taxa foi definida e acordada por todas as partes presentes e passará a valer a partir do próximo mês. A medida trouxe satisfação aos estudantes.

 “Eu já estava satisfeita com o serviço. Não tenho porque reclamar, pois reconheço o esforço da prefeitura em nos auxiliar neste serviço. Sempre que posso, comento com os demais usuários, que temos de agradecer esse por esse incentivo. Viajamos a Manaus com segurança e conforto e pagamos apenas uma taxa para a associação, o que considero justo, já que existem muitas despesas. Pior seria ter que morar na capital e pagar passagem de ônibus todos os dias”, disse a universitária Elen Souza, estudante de direito da Universidade Nilton Lins, situada no bairro Parque das Laranjeiras, em Manaus.

Na reunião, Romeiro Mendonça ainda rebateu as afirmações de vereadores da Câmara do município, que o acusaram de alterar o texto do projeto que tratava do transporte gratuito aos universitários da cidade, quando encaminhado à prefeitura para sanção. O prefeito mostrou aos estudantes um vídeo da sessão plenária na qual o projeto foi votado e aprovado pelos vereadores, apontando que as modificações foram feitas pela Mesa Diretora da casa.

Prestação de contas

Na ocasião, a nova administração aproveitou a oportunidade para deixar transparentes os gastos realizados pela prefeitura nos 60 primeiros dias de gestão. O vice-prefeito, Mário Abrahão, que também é responsável pelo setor de finanças do município, iniciou o discurso falando sobre os gastos com a festa de Carnaval, o Carnachoeira, ocorrido nos dias 25, 26,27 e 28 de fevereiro.

De acordo com o vice-prefeito, para os gastos com a festa, a prefeitura aderiu à modalidade de ata de registro de preços, no valor total de R$ 5,7 milhões, quantia à disposição do Executivo municipal. Porém, para contratar a empresa responsável por toda a estrutura do evento (palcos, tendas, arquibancadas, camarotes, sonorização e iluminação), foi lançado mão de apenas R$ 374 mil, valor total da festa.

Sobre os gastos com saúde e educação, o vice-prefeito disse que foi direcionada a maior parte dos recursos municipais para as referidas áreas. Para o transporte escolar dos alunos até as escolas municipais, por exemplo, a prefeitura passou a dispor de 12 ônibus, 15 microonibus e 27 kombis, que atendem toda a sede do município e áreas rurais em todos os turnos (matutino vespertino e noturno). O valor destinado ao serviço foi de R$ 5.050.000,00. A licitação ocorreu no dia 24 de fevereiro e o contrato com a empresa responsável, Rav Construções e Transportes Ltda., foi firmado no dia 2 de março.

Conforme Mário Abrahão, nesse mesmo dia, também foram firmados contratos com cinco outras empresas para fornecimento de alimentos para a merenda escolar dos alunos da rede municipal. Os recursos direcionados a esse serviço somam um total de R$ 1.105.187, 01, referente aos cinco contratos.  “Assumimos a prefeitura em condições inviáveis, a começar pela estrutura física de todas as secretarias, unidades de saúde e escolas do município. Nos primeiros 30 dias, foi realizada uma força-tarefa para diagnosticar os problemas e dar andamento nas melhorias, começando pelos trabalhos mais urgentes, que são nos atendimentos essenciais à saúde e à educação, que se encontravam em situação caótica”, afirmou.

Mário Abrahão (2)
foto 1 (4)

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Bruna Souza Amaral

(92) 99334-4797

E-mail: assessoria.pmpf@gmail.com

admin

The author didn't add any Information to his profile yet.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked. *